1. IDENTIFICAÇÃO DA FONTE PAGADORA

 

Consulte a razão social e o CNPJ das empresas correspondentes aos seus investimentos
(1) BANCO FATOR S/A
(2) FATOR S.A. CORRETORA DE VALORES

2. PESSOA BENEFICIÁRIA DOS RENDIMENTOS

 

Informamos os dados dos titulares e co-titulares dos investimentos que estão relacionados no Informe de Rendimentos, Ano Calendário 2017.

3. RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS NA DECLARAÇÃO DE AJUSTE ANUAL - Valores em Reais

 

Informamos que o Banco Fator S/A e a Fator S.A. Corretora de Valores não possuem investimentos pertencentes ao grupo de RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS NA DECLARAÇÃO DE AJUSTE ANUAL.

Com o intuito de manter o padrão adotado pela Receita Federal, seu IRF apresenta também este item.

IMPORTANTE: Os rendimentos auferidos nos Planos de Previdência administrados pelas Seguradoras Icatu e distribuídos pelo Banco Fator S/A constarão no Informe de Rendimentos Financeiros, Ano Calendário 2017 emitido pela Seguradora administradora do plano.

4. RENDIMENTOS ISENTOS - Valores em Reais

 

Consulte os valores de Rendimentos Líquidos e Saldos provenientes das aplicações financeiras correspondentes aos anos de 2016 e de 2017:

Os rendimentos auferidos nos produtos abaixo devem ser informados na linha 12- Rendimentos de cadernetas de poupança, letras hipotecárias, letras de crédito de agronegócio e imobiliário (LCA e LCI) e certificados de recebíveis do agronegócio e imobiliários (CRA e CRI)

  • LH - Letra Hipotecária
  • CRI – Certificado de Recebíveis Imobiliários
  • LCI – Letra de Crédito Imobiliário
  • CDA - Certificado de Depósito Agropecuário
  • WA - Warrant Agropecuário
  • CDCA - Certificado de Direitos Creditórios do Agronegócio
  • LCA - Letra de Crédito do Agronegócio
  • CRA – Certificado de Recebíveis do Agronegócio
  • CPR - Cédula de Produto Rural

Fundo de Investimento Imobiliário*:
Rendimentos auferidos neste produto devem ser informados na linha 26 em Outros (especifique) referente ao grupo RENDIMENTOS ISENTOS E NÃO-TRIBUTÁVEIS, conforme a regulamentação prevista no artigo 125º da Lei nº 11.196/05.

No campo Especificação, preencha o nome e o CNPJ do respectivo Fundo de Investimento Imobiliário*.

Ganhos (ou prejuízos) provenientes das vendas de cotas deste produto devem ser declarados de forma semelhante ao produto Ações: calcula-se o resultado proveniente das operações de vendas de cotas e recolhe-se o Imposto de Renda devido até o último dia do mês subsequente.

Essas informações devem constar na opção Operações Fundos Investimentos Imobiliário do grupo RENDA VARIÁVEL

*Fator Veritá FII, Fator IFIX FII e Fundo Banestes FII

5. RENDIMENTOS SUJEITOS À TRIBUTAÇÃO EXCLUSIVA/DEFINITIVA - Valores em Reais

 

Consulte os valores em Saldos correspondentes aos anos de 2016 e de 2017 e Rendimentos Líquidos provenientes das aplicações financeiras em:

  • Fundos de Investimento
    X

    Fundos de Investimentos

    IMPORTANTE: Para preenchimento da declaração de saldo dos fundos de investimentos em 31/12/2017 no grupo BENS E DIREITOS em “Dados do Bem” no campo “Código”, selecione uma das opções abaixo:

    71 – Fundo de Curto Prazo
    72 – Fundo de Longo Prazo e Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC)
    73 – Fundo Imobiliário
    74 – Fundo de ações, Fundos Mútuos de Privatização

    LEMBRETE: Para classificação tributária correta exclusivamente dos Fundos de Investimento administrados pelo Banco Fator, atente-se às seguintes categorias:

    Código 71 para Fundo de Curto Prazo
    Código 72 para Fundo de Renda Fixa e Multimercado
    código 73 para Fundo Imobiliário
    Código 74 para Fundo de Ações e FMP (Fundos Mútuos de Privatização)

  • Títulos de Renda Fixa – CDB/ RDB
  • Operações Compromissadas
  • Operações de Swap

IMPORTANTE:
A soma dos valores consta em Rendimentos de Aplicações Financeiras - linha 6.

Fundos Mútuos de Privatização FGTS – Petrobras e Vale do Rio Doce

X

Fundos Mútuos de Privatização – FGTS – Petrobras e Vale do Rio Doce

Para preenchimento das informações relativas aos Fundos Mútuos de Privatização – FGTS – Petrobras e Vale do Rio Doce, consulte os valores do Informe de Rendimentos Financeiros (IRF) Ano Calendário 2017, conforme os campos indicados:

1. Ausência de Resgate de Cotas: as informações não constarão no IRF Ano Calendário 2017. Dessa forma, não há valores a declarar.
2. Efetivo Resgate de Cotas

a) Com pagamento direto ao cotista:
- Em 4.RENDIMENTOS ISENTOS do IRF, consulte os rendimentos provenientes da remuneração idêntica à do FGTS (TR + juros), mais o valor principal sacado do FGTS.
- Em 5. RENDIMENTOS SUJEITOS À TRIBUTAÇÃO EXCLUSIVA do IRF, consulte os rendimentos provenientes da parcela que excedeu ao valor isento, para dedução de IR, se houver.

b) Com retorno dos recursos à conta vinculada ao FGTS (Caixa Econômica Federal):
- As informações não constam do IRF, pois, não houve aumento patrimonial para o cotista.
O rendimento do FGTS é isento e só declarado quando houver saque.

Fundos de Investimento Fechados
X

Fundos de Investimento Fechados*

Caso o total pago em amortizações pelo fundo investido tenha sido superior ao custo histórico de aquisição de cotas, haverá tributação sobre a parcela excedente, sendo assim, o rendimento líquido e os saldos de 2015 e 2017 estarão informados no campo 5. RENDIMENTOS SUJEITOS À TRIBUTAÇÃO EXCLUSIVA de seu IRF.

Este valor deverá ser somado aos demais fundos de investimento no preenchimento da linha 6 – Rendimentos de Aplicações Financeiras em RENDIMENTOS SUJEITOS À TRIBUTAÇÃO EXCLUSIVA de sua Declaração

Ausência de novos aportes:
- Como os Fundos de Investimentos Fechados não permitem resgates, o valor total dos saldos apurados em 2015 e 2017 são iguais.
- As amortizações não impactam os valores totais em saldo das aplicações.

Consulte as instruções para preenchimento dos valores das amortizações no item Informações Complementares deste material.


*Fundos de Investimento fechados: Sinergia (I, IV e V)

6. SALDOS EM CONTAS CORRENTES - Valores em Reais

 

Consulte os valores dos saldos em conta referente aos anos 2016 e 2017 de acordo com as fontes pagadoras, que devem ser informados em Declaração de Bens e Direitos.

(1) BANCO FATOR S/A
(2) FATOR S.A. CORRETORA DE VALORES

IMPORTANTE
Em “Dados do Bem” no grupo BENS E DIREITOS:

  • Para declarar o valor do saldo disponível em conta corrente do Banco Fator: preencha o campo Código com a opção 61 – Depósito bancário em conta corrente no País
  • Para declarar o valor do saldo disponível na conta da Fator Corretora: preencha o campo Código com a opção 69 – Outros depósitos à vista e numerário

7. CRÉDITOS EM TRÂNSITO - Valores em Reais

 

Corresponde aos valores aplicados ou resgatados nos últimos dias do Ano Calendário 2017 em fundos de investimento, cujos prazos de conversão em cotas ou de pagamento de resgate seja maior do que D0. Dessa forma, esses valores foram convertidos em cotas ou creditados a partir do primeiro dia útil de 2018.

Aplicação: o saldo será o valor de débito efetuado na conta.
Resgate: o saldo será o valor líquido de crédito efetuado na conta.

8. INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES - Valores em Reais

 

Consulte os valores das Amortizações realizadas pelos Fundos de Investimento Fechados para Captação* e aplicações em Clubes de Investimento:

Amortizações em Fundos Fechados para Captação*
O valor de pagamento das amortizações realizadas pelos Fundos Fechados para Captação durante o Ano Calendário 2017 consta no campo 8 de seu IRF para preenchimento da linha 24 – Outros.
No campo Especificação, informe o CNPJ e o nome do fundo de investimento.

Clubes de Investimento
Consulte os valores correspondentes às aplicações em Clubes de Investimento administrados pelo Banco Fator S/A, que devem ser informados em Bens e Direitos de sua Declaração. No campo Discriminação, informe quantidade de cotas, data de aquisição, nome e CNPJ do administrador.

Importante: Os valores em seu IRF serão iguais aos informados em 2016, caso não tenham ocorrido novos aportes ou resgates durante o Ano Calendário 2017.

*Fundos de Investimento fechados: Sinergia (I, IV e V)

9. ANEXO

 

Consulte o detalhamento das informações apresentadas em seus Extratos Mensais durante o Ano Calendário 2017.

Com o intuito de auxiliá-lo no preenchimento de sua Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), os valores em Reais (R$) são demonstrados com seus respectivos códigos de retenção referentes a:

  • I.R. Retido sobre Volume Operações Normais (art. 63 da IN RFB 1585/15)
  • I.R. Retido Sobre Rendimentos Auferidos sobre Operações de Day -Trade
  • Rendimentos/Saldos de Aplicações Financeiras Renda Fixa
  • Posição em Operações Tesouro Direto e Debêntures